Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Desenvolvimento pessoal

Descubra o erro que leva milhões de pessoas a odiarem o Lula e o que fazer para não ser odiado também

Admitir o erro é uma das atitudes mais nobres de um ser humano. Descubra como ignorar isso fez de Lula uma das pessoas mais odiadas do Brasil.

Admitir o erro é muito difícil para você? Pois saiba que essa atitude pode ser o divisor de águas entre ser ou não uma pessoa respeitada pela sociedade.

Em matéria publicada recentemente ao portal Folha Política .org, o ex-presidente Lula faz um desafio. Segundo o título da entrevista, ele deixaria a política caso alguém prove um erro dele.

E é exatamente esse o ponto que tem levado milhares de Brasileiros e odiarem Lula. Ele insiste em não admitir o erro. Na visão do petista, ele está acima do bem e do mal.

Esse erro crasso acabou por fazer dele uma das figuras mais detestadas do Brasil na atualidade. E deve servir de alerta para que você evite esse tipo de situação.

O ódio ao ex-presidente, ao partido dele e à sua sucessora tomou a proporção que tem agora por um fator. Eles se negam a admitir o erro o que já é o maior equívoco que alguém pode cometer.

Gera antipatia pelo simples fato de negar a própria humanidade. Errar é uma prerrogativa da espécie, já que a imperfeição é sua maior característica.

E, sendo humanos, Lula e seus pares acabam por se posicionarem como se fossem superiores ao povo brasileiro. Portanto, essa atitude foi o fermento que consolidou o ódio a eles e fez esse sentimento ganhar proporções catastróficas.

Admitir o erro é o primeiro passo para acertar

Admitir o erro é o primeiro passo para acertar. Por isso, você precisa rever seus conceitos, caso tenha alguma dificuldade em aceitar sua falibilidade.

Sofrer as consequências por uma falha é inevitável até mesmo quando ela é negada. Por isso, o ex-presidente é tão detestado. Seria mais digno da parte dele reconhecer para a sociedade que errou em vários pontos. Dessa forma, ele abriria a possibilidade para, pelo menos, ser respeitado.

Na matéria da TV comportamento sem grilos dessa semana, eu abordo essa questão. Admitir o erro é assumir a condição humana e abrir portas para a correção do mesmo. Sem isso, jamais o indivíduo terá como fazer diferente, já que é convicto de que está certo.

Se você é como milhões de brasileiros que não suportam essa empáfia do Lula, precisa assistir essa matéria. Veja a importância de admitir o erro para, entre outros benefícios, ser admirado pelas pessoas ao seu redor.

Até o próximo!

Rating: 5.0. From 2 votes.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: