Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Lei da atração

Feliz Ano Novo! – O que você precisa fazer para conseguir cumprir promessas para o ano novo

Cumprir promessas de ano novo tem sido difícil pra você? Faça diferente em 2017. Descubra o que fazer pra realizar colocar tudo o que propõe em prática.

O ano novo vem chegando e com ele o desejo de realizar inúmeros compromissos. Entretanto, cumprir promessas vai se tornando cada vez mais difícil à medida que os meses vão passando. Descubra o que fazer para evitar isso. (Foto: internet/reprodução)

O ano novo vem chegando e com ele o desejo de realizar inúmeros compromissos. Entretanto, cumprir promessas vai se tornando cada vez mais difícil à medida que os meses vão passando. Descubra o que fazer para evitar isso. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessas para o ano novo tem sido difícil para você? Pois saiba que a psicologia pode dar uma força para que a lei da atração funcione a seu favor. Ela analisa quatro omissões importantes que passam despercebidas na hora de traçar metas. Estas levam à sabotagem dos objetivos mais importantes causando frustração por chegar dezembro sem cumprir as promessas do período.

Nesse artigo, você vai descobrir quais são as ausências que lhe impedem de cumprir promessas de cada virada de ano. Se suas metas sempre se perdem ao longo dos meses, descubra aqui como acabar com isso.

A lei da atração pode ser um poderoso aliado para cumprir promessas de ano novo. (Foto: internet/reprodução)

A lei da atração pode ser um poderoso aliado para cumprir promessas de ano novo. (Foto: internet/reprodução)

Lei da atração para cumprir promessas

Tenho sido insistente na questão do quanto as emoções são determinantes para que seus objetivos sejam alcançados. Entretanto, existem outros fatores que influenciam o processo para você cumprir promessas de ano novo. É que nem tudo que se almeja depende exclusivamente de suas ações.

E é nesse ponto que a psicologia abre questões que precisam ser observadas. Descobri isso na matéria de capa da revista Mente e Cérebro de agosto de 2016. A jornalista Valéria Alvim captou muito bem o espírito da questão realizar desejos. Por mais que você saiba que a responsabilidade das suas ambições é sua, nem tudo depende exclusivamente de suas atitudes.

É interessante destacar que a lei da atração traz uma contribuição determinante para que você conquiste todos os sonhos que tem. Ela coloca em suas mãos a responsabilidade por atrair o que deseja. Mas se você vive na companhia de outras pessoas, elas representam parte do processo de cumprir promessas. Além disso, circunstâncias e fatores temporais também são determinantes para tal.

Por isso, vá além das emoções. Esteja sempre atento a elas, pois o que você sente é o combustível do motor que leva você para perto de seus desejos. Se elas estão conectadas com dor, dúvidas ou frustrações, vão lhe afastar deles. Se positivas, vão lhe aproximar de cada um, desde que esses quatro pontos que a psicologia aponta sejam considerados.

Ignorar as quatro distâncias psicológicas dos seus objetivos é um processo de autossabotagem que impede você de cumprir promessas de começo de ano. (Foto: internet/reprodução)

Ignorar as quatro distâncias psicológicas dos seus objetivos é um processo de autossabotagem que impede você de cumprir promessas de começo de ano. (Foto: internet/reprodução)

Ignorar esses 4 pontos lhe impede de cumprir promessas a cada ano novo

Segundo a matéria de Valéria Alvim, a psicologia percebeu quatro lacunas nas metas que um indivíduo quer atingir. Conforme citei acima, além de pensar e sentir positivo, fatores externos também determinam se você vai ou não ser bem sucedido. É disso que os psicólogos falam e que vão lhe garantir o controle total sobre a realização dos seus sonhos.

As janelas que separam você da realização de seus propósitos são: distância social, distância temporal, distância espacial e distância experiencial. Elas demonstram que, por mais que você seja otimista, é necessário ter em mente o que fazer para contornar os obstáculos. Assim, eles poderão ser superados antes que possam lhe travar no momento de cumprir promessas.

Na maioria dos casos, a pessoa não considera todas as possibilidades, nem os detalhes que possivelmente vão lhe enganar os sentidos. E as promessas de mudança de final de ano funcionam dessa forma. Quando o assunto é realização de sonhos e planos, torna-se necessário definir bem o que é responsabilidade exclusiva do interessado e o que depende de fatores externos.

Para os fatores externos, você vai precisar medir com quem vai poder contar. Vai também ter que definir se seu desejo tem condições de ser realizado dentro do prazo estipulado. Outro ponto necessário é saber se a sua posição geográfica é de acordo com o local de execução do projeto. E um detalhe crucial: se você considerou a diferença entre o que imaginou e a experiência de vivenciá-lo. Afinal, a prática é sempre bem diferente da teoria.

É preciso ter habilidade social para envolver as pessoas nos seus objetivos, para poder cumprir promessas de fim de ano. (Foto: internet/reprodução)

É preciso ter habilidade social para envolver as pessoas nos seus objetivos, para poder cumprir promessas de fim de ano. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessa e a distância social

A distância social é um quesito muito importante, quando o assunto é a cumprir promessa e realizar desejos. Por isso, é muito importante que ao decidir o que você quer, ter certeza de quem poderá realizar.

É que quando o plano depende só de você, seu desejo e vontade vão gerar a motivação para agir. Quando está nas mãos de terceiros, será preciso considerar a disponibilidade de tempo, interesse e comprometimento deles.

O ideal é que você tenha controle sobre as ações que vão lhe impulsionar para a realização. Esse controle pode ser, por exemplo, um plano B para o caso da primeira pessoa a lhe ajudar estar indisponível.

Outra forma de evitar que a parte dos outros inviabilize seus planos é combinar. Portanto, se o seu propósito requer a participação de terceiros tenha o cuidado de consulta-los antes. Na possibilidade de ser viável, estabeleça prazo e como eles poderão participar da ação. E, antes de tudo, deixe todas as possíveis dúvidas esclarecidas, principalmente o que cabe a cada um executar.

O combinado não é caro. Por isso mesmo, consulte antes de traçar planos. Se a pessoa se dispor a lhe ajudar, dificilmente roerá a corda, na hora H. Porém, se você contar com ela, sem que a mesma tenha sido consultada, pode ser que não se comprometa. Lembre-se: ninguém é obrigado a viver e bancar seus sonhos.

Para cumprir promessas de ano novo é preciso saber administrar bem o tempo, para que elas não se percam no caminho. (Foto: internet/reprodução)

Para cumprir promessas de ano novo é preciso saber administrar bem o tempo, para que elas não se percam no caminho. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessa e distância temporal

Para cumprir promessa de ano novo é importante considerar em quanto tempo ela precisa para virar realidade. As mais tradicionais promessas de virada de ano são as de emagrecer.

O comum desse tipo de desejo é o indivíduo se enganar. Daí impõe um objetivo muito fora da realidade. Um bom exemplo é querer emagrecer 10Kg em 60 dias. Nutricionistas e médicos costumam estabelecer como meta saudável o emagrecimento de 1Kg por mês. No máximo, eles toleram a faixa de 1,5Kg mensais, mas as pessoas querem reduzir demais em muito pouco tempo.

Esse intuito pode até vir a se concretizar, pois dietas malucas existem de montão, por aí. Entretanto, elas são feitas à revelia dos profissionais especializados no assunto e podem comprometer a saúde seriamente.

Muita gente não consegue cumprir as promessas para o ano novo porque não consideram a distância psicológica espacial. (Foto: internet/reprodução)

Muita gente não consegue cumprir as promessas para o ano novo porque não consideram a distância psicológica espacial. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessa e distância espacial

Ainda de acordo com os pesquisadores, a distância espacial é a mais fácil de ser administrada. Solucionar problemas, estabelecer diálogos ou fazer acordos pode ser mais favorável se ocorrerem pessoalmente. Lembro bem dos conselhos de um velho amigo da faculdade de jornalismo. De acordo com ele, toda vez que desejava algo, que dependesse de um terceiro, ele o fazia pessoalmente. Ele dizia que o contato visual e a possibilidade de olhar nos olhos evitavam desculpas facilitando o sim.

Note como as pessoas discutem tudo que precisam tratar por telefone, e-mail ou outros meios de comunicação digital, ultimamente. Tente conquistar um amor via SMS ou outro aplicativo de mensagem e facilmente ficará no vácuo. Isso, porque sem estar pessoalmente, você dará ao outro a possibilidade de inventar desculpas.

Além disso, ele ou ela poderá pensar em falta de consideração ou covardia pelo fator distância. Outra opção é julgar o galanteador um covarde por se esconder atrás do Smartphone. E o pior de tudo, a pessoa de seu interesse pode interpretar o que você escreveu errado. Se isso ocorrer, é por conta das barreiras espaciais e impessoalidade do meio de comunicação.

Cumprir promessa de perder peso no ano novo é uma das tarefas mais complicadas, em função da fragilidade das mestas. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessa de perder peso no ano novo é uma das tarefas mais complicadas, em função da fragilidade das mestas. (Foto: internet/reprodução)

Cumprir promessa e distância experiencial

Como falei anteriormente, a experiência é completamente diferente da teoria. Uma coisa é traçar o objetivo. Outra é colocar as ações em prática para viabilizar o projeto.

Um dos grandes entraves aqui é o fator novidade. Mudar ou conquistar um objetivo implica em ter que adotar novas atitudes. E esse é um dos pontos que mais sabotam a possibilidade de cumprir promessas de ano novo.

O especialista em neurociência, Pedro Calabrez, explica que é mais fácil mudar uma convicção do que de hábito. De acordo com ele, o cérebro humano é projetado para produzir o máximo com o mínimo gasto de energia. Por essa razão, toda vez que é preciso fazer algo novo, a tendência é concluir que não vale a pena.

Isso leva a uma mudança de opinião. E então surgem várias teorias em torno da inviabilidade do projeto.

Calabrez orienta, nesse caso, a encontrar o gatilho que leva você a se autossabotar. Lembra-se do exemplo da promessa de perder peso? Pois é. Para esse caso, estipular uma meta mais dentro da realidade talvez seja uma forma boa. Assim você se permite que ao longo do ano novo você aproxime-se do peso ideal.

Então, se você precisa diminuir 20Kg para alcançar o peso padrão para sua estatura, prometa eliminar 12Kg ou 18Kg. Num período de 12 meses, esses números estão dentro da meta dos especialistas e vão lhe aproximar do peso necessário. Além disso, é melhor emagrecer menos do que não emagrecer ou engordar.

A zona de conforto é um dos empecilhos para que se cumpra promessas. (Foto: internet/reprodução)

(Foto: internet/reprodução)

Cumprir metas e lei da atração

Finalizando o assunto, você precisa ter em mente o que é necessário para cumprir promessas, principalmente as que faz para si mesmo. Quando Calabrez afirma que é mais fácil mudar uma crença que um hábito ele é bem preciso com relação a um fato. Nem sempre sabemos ao certo o que desejamos de verdade. E quando sabemos, não importa quanto tempo levará para chegar aonde desejamos chegar.

Portanto, saiba bem o que você quer. Pense em algo que você precise mais que o ar para o ano novo que se aproxima. É isso que vai lhe dar combustível para buscar e reduzirá todas as distâncias psicológicas que puderem lhe atrapalhar.

Na verdade, essas distâncias são empecilhos que surgem quando não há um devido estudo do objeto de desejo. Quando se sabe o que quer, naturalmente há um estudo minucioso para saber como conseguir. E esse estudo quebra todas as distâncias psicológicas possíveis, ficando apenas o gerenciamento das emoções.

Nesse artigo você descobriu como a psicologia pode lhe auxiliar no uso da lei da atração. Agora, você pode ajustar seus projetos para o próximo ano de forma que eles sejam mais tangíveis.

Compartilhe o post com seus amigos para que eles possam se preparar melhor para cumprir promessas para o ano que vem. E se já ocorreu algo que lhe impediu ou lhe ajudou a cumprir suas promessas de ano novo, conte-nos nos comentários. A troca de experiências é sempre uma boa maneira para ajudar na programação dos próximos passos.

Feliz ano novo!

Fonte:

http://www.academiadecoaching.com.br/blog/desenvolvimento-pessoal/4-lacunas-que-separam-voce-do-seu-objetivo/

http://www.personare.com.br/por-que-nao-consigo-realizar-meus-projetos-m2411

O que separa você de seus objetivos – Revista Mente e Cérebro – agosto/2016 http://www2.uol.com.br/vivermente/

No votes yet.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: