Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Relacionamento

Descubra como o relacionamento pode fazer de você um profissional necessário para a empresa e ter um emprego, mesmo em tempos de crise

Ser necessário para a empresa é hoje a maior arma do profissional para manter-se no emprego. Se você ainda não sabe o que fazer, precisa ler esse artigo.

ser-necessário-para-a-empresa

Ser necessário para a empresa onde se trabalha acaba fazendo de você um profissional realizado. (Foto: Designed by Freepik)

Ser necessário para a empresa é hoje um ponto essencial para quem deseja manter ou encontrar um emprego. A vida já deu provas suficientes de que ninguém é insubstituível. Você já deve ter conhecido pelo menos uma dezena de pessoas que morreram e eram essenciais. Pois é, por mais que fossem importantes, o tempo não parou por conta do desaparecimento delas.

Por isso, você precisa ser muito mais do que importante ou essencial no emprego. Hoje, o profissional precisa aprender a ser necessário para a empresa onde trabalha. E precisa fazer com que isso ocorra no momento presente, senão vai continuar na lista dos possíveis demitidos.

É importante destacar que essa carência da companhia pelo seu trabalho tem que ser obrigatoriamente no tempo presente. A crise financeira e a constante ameaça de fechamento ou falência faz com que as corporações tenham em mente quais os colaboradores vão fazer a diferença na rotina diária dela.

Nesse artigo, você vai descobrir o que precisa fazer em prol de sempre ser necessário para a empresa. Essa condição não vai impedir uma possível demissão em definitivo, mas tem o poder de adiá-la pelo maior tempo possível.

A crise instituiu o fator ser necessário para a empresa

O ponto número um para ser essencial à empresa onde trabalha é você ser um profissional competente. Desempenhe bem a função para a qual foi contratado e terá 50% de chances de ser importante na rotina corporativa. Observou bem que eu escrevi 50% de chances? Sim, ser bom de serviço não é o bastante para que você tenha sua vaga profissional garantida até a aposentadoria.

Tudo porque o cenário das carreiras mudou muito nas últimas décadas. Se você analisar o histórico profissional do seu avô, perceberá que foi totalmente diferente da vida profissional do seu pai. Da mesma forma, as diferenças entre a sua trajetória e a dele são igualmente diferentes.

Para começar, na época do seu pai as empresas eram donas dos postos de trabalho e investiam na qualificação do colaborador. Por isso mesmo, ele se mantinha por mais tempo no mesmo local de trabalho, pois tinha como planejar sua carreira. Atualmente, esse cenário mudou muito, pois o próprio indivíduo passou a investir na sua capacitação profissional, tomando posse da condição de escolher o melhor lugar para prestar serviço.

Durante os últimos 15 anos aqui no Brasil, o profissional tinha como se preparar para atingir uma colocação mais atrativa. Isso, além de empoderar o trabalhador, ainda dava para ele condições de escolha, de acordo com seus interesses e os benefícios oferecidos.

Contudo, a crise agravada pela resseção acabou por deixar todos os profissionais na insegurança pelo dia de amanhã. Tudo porque as empresas perderam faturamento e a condição de arcar com os custos de funcionamento. Por esse motivo, afirmei que atualmente, ser competente é apenas metade da sua condição de empregabilidade.

ser necessário no mercado de trabalho talento

Ter competência e domínio no seu setor não é suficiente para você ser necessário para a empresa. (Foto: Designed by peoplecreations / Freepik)

O que é ser necessário para a empresa

Os outros 50% são fruto do desejo que o empregador sente pela sua presença no seu empreendimento. E esse tem sido o grande diferencial na hora de manter o indivíduo na folha de pagamento dele. Muitas vezes, quando é necessário cortar gastos, o empresário prefere demitir um empregado competente. Ele opta por outro que não é tão bom de serviço, mas possui diferenciais. E não é por acaso.

Você precisa dominar os processos do seu trabalho, mas é obrigatório desenvolver habilidades paralelas e principalmente flexibilidade. Para ser necessário para a empresa, você vai precisar olhar para dois pontos principais. Primeiro de tudo, dominar sua área de atuação e estar sempre atualizado sobre ela. Segundo, vai ser preciso conhecer bem a empresa onde trabalha e quais os seus gargalos, para poder ser útil também em outros setores.

Ser importante para a empresa é muito mais do que ser bom naquilo em que você se preparou para fazer. É preciso ter capricho, como diz o filósofo Mário Sérgio Cortella, tem que saber colocar a cereja no bolo. A lei do mercado de trabalho sempre foi exigir algo mais do funcionário. No primeiro momento, esse algo mais era ser puxa saco. No segundo, além de puxar saco, pegava bem manter a chefia avisada de tudo de errado que os outros faziam. Posteriormente, ser multitarefas começou a fazer  diferença.

Contudo, todos esses processos são extremamente prejudiciais para o conjunto da corporação. Por um lado abastece as chefias de informações e supre necessidades locais. Pelo outro, é nocivo para o indivíduo e o grupo, por ser fator de perda de credibilidade.

O relacionamento é fator importante para ser necessário para a empresa, por criar um ambiente corporativo agradável. (Foto: <a href="http://www.freepik.com">Designed by Pressfoto / Freepik</a>)

O relacionamento é fator importante para ser necessário para a empresa, por criar um ambiente corporativo agradável. (Foto: Designed by Pressfoto / Freepik)

Relacionamento é diferencial para ser necessário para a empresa

O relacionamento é o ingrediente principal para a sua empregabilidade. São inúmeros os itens em que um profissional pode se tornar mais atrativo para o mercado. Porém, todos eles envolvem a interação pessoal.

Eu poderia discorrer aqui sobre: saber solucionar conflitos; ter um bom network; ter boa interação com os empregados mais velhos e mais jovens, também.

Ocorre que isso tudo diz respeito à sua forma de se relacionar. E não apenas com os colegas e chefia, mas principalmente com você mesmo e com o cliente. Desenvolver habilidades de relacionamento é colocar aquela cereja no bolo e encantar o outro.

Tudo porque não adianta nada ser proativo, bem informado, ter disponibilidade e boa vontade, se você se comportar inadequadamente. Não é apenas o chato que acaba rodando num momento de crise, em que se precisa enxugar gastos. As pessoas não se lembram de você pelo que você faz ou diz. Elas guardam a imagem de como você as fez sentir.

Portanto invista na sua maneira de relacionar. Será bom para sua carreira e vida pessoal. Quem convive bem com os outros facilita processos; procura estar sempre atualizado; promove um clima agradável no seu entorno; torna-se atrativo. Quem convive bem consigo mesmo reconhece seu lado positivo e o explora; aceita suas limitações e trabalha para minimizá-las; e está sempre pronto para atender os outros setores da empresa, sem prejudicar sua rotina.

Agora você já sabe o que faz você ser necessário para as empresas. De posse dessa informação, você ficará mais atrativo para o mercado de trabalho. Se gostou desse artigo, compartilhe com os seus amigos e marque nas estrelinhas aqui abaixo do post. Ajude outras pessoas a terem acesso a essa informação. Deixe também seu comentário. Ele é muito importante para nós.

Até o próximo!

Fontes:

http://vectorcontactcenter.com.br/blog/dicas-para-se-tornar-indispensavel-no-trabalho/

http://hbrbr.uol.com.br/como-se-tornar-indispensavel/

http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2013/11/veja-5-dicas-para-se-tornar-indispensavel-no-seu-trabalho.html

http://www.forbes.com.br/fotos/2015/09/como-ser-indispensavel-no-trabalho/

Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: