Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Desenvolvimento pessoal

Se você não avaliar suas crenças agora, vai se odiar depois

Suas crenças levam você a abortar a realização pessoal, porque são em grande parte limitantes. Descubra porque depois de ler este artigo.

Toda crença vira uma verdade absoluta para quem crê. (Foto: internet/reprodução)

Toda crença vira uma verdade absoluta para quem crê. (Foto: internet/reprodução)

Crença – Você acaba de almoçar, está com muito calor, tem uma piscina maravilhosa na sua frente, mas reluta em entrar na água. Na sua cabeça, você pode passar mal e morrer afogado, por conta da digestão. Em outra situação, você se joga cansado no sofá para assistir televisão. Olha para o chão e percebe que seu chinelo está virado com a sola para cima. Tenta se concentrar no programa, mas toda hora olha para o chinelo, até que levanta e o vira. É que um dia, quando você era criança, alguém lhe disse que ficar com o calçado com a sola para cima faz a sua mãe morrer.

Essas e tantas outras ideias são crenças. E elas funcionam de maneira soberana na vida do ser humano. Durante séculos, acreditou-se que os negros não possuíam alma. Por esse motivo, os senhores de escravos estavam liberados para castiga-los, muitas vezes até à morte.

O problema maior da crença é o poder que ela exerce sobre seu comportamento. Tanto, que é difícil contabilizar o número de vezes que você deixou de fazer ou fez algo em função dela. Na maioria dos casos, ela é negativa e chega mesmo a funcionar como um mecanismo de defesa.

Através da crença, você evita um mal maior, pelo menos hipoteticamente. Assim como o medo, ela lhe protege, mas chega num ponto em que se torna um problema. O fato é que nos dias atuais ela se tornou um veículo da insatisfação.

A crença faz parte da sua maneira de enxergar e interpretar o mundo. Neste artigo, você vai descobrir como uma crença é formada e o que fazer para modificar as que possui.

De tanto ouvir um conceito ao seu respeito, ele vira crença. (Foto: internet/reprodução)

De tanto ouvir um conceito ao seu respeito, ele vira crença. (Foto: internet/reprodução)

Como uma crença é formada

A crença é uma ideia que o indivíduo tem a respeito de determinada pessoa, assunto ou objeto, tida como inquestionável. Na maior parte dos casos ela é formada a partir de uma conclusão alcançada após um trauma ou situação semelhante.

Via de regra, a crença tem relação com a emoção vivida em função do episódio que a causou. Ela também pode ser adquirida a partir da interação entre pessoas, geralmente dos mais velhos para os mais moços.

A crença sempre estará relacionada com uma emoção. É o que você sente diante de determinado fato que vai se tornar verdade absoluta.

Quanto à transmissão delas via interação pessoal, ela é muito mais comum do que se imagina. Ocorre de forma sutil, através da fala. Tudo que você escuta com frequência tende a ficar gravado em sua mente.

São opiniões a seu respeito e advertências que, ouvidas com frequência viram verdades. Principalmente na infância, conceitos que os adultos emitem sobre você tendem a se tornar verdadeiros.

Isso, porque muito raramente são emitidos isoladamente. A criança sempre ouve um você não faz nada certo, logo após derrubar algo ou obter algum insucesso.

E, lamentavelmente, é mais frequente ela ouvir que errou, que é feia e é inadequada. A intenção dos adultos é até boa, mas os efeitos são devastadores. A tentativa é de que apontando o lado negativo como indesejável, o pequeno deixe de fazer. Entretanto, tais repreensões são sempre carregadas de emoções negativas e como sucedem ações equivocadas, a pessoa cresce acreditando que é daquele jeito.

Por isso é tão importante estar atento ao que se diz para uma criança. Ela tende a acreditar ser da forma como é descrita pelo adulto. Para comprovar essa afirmativa, experimente observar como uma criança elogiada se comporta e como uma que é apenas criticada age.

Você escolhe ter ou não uma  crença limitante. (Foto: internet/reprodução)

Você escolhe ter ou não uma crença limitante. (Foto: internet/reprodução)

Crença limitante vira frustração

A crença pode ser positiva ou negativa. Uma criança passa toda sua infância ouvindo que é inteligente e que tudo o que faz é bom ou belo. Quando se tornar adulta, terá muito mais chances de ser bem sucedida. Tudo, porque terá muito mais disposição para agir, do que alguém que só ouviu repreensões durante toda a vida.

A crença tem sua origem na infância. Geralmente é formada a partir do que a criança escuta quando em função dos resultados que obtém. Quando está aprendendo a usar o troninho, é repreendida por ter molhado ou sujado a fralda. Por outro lado, toda vez que se lembra de pedir para fazer suas necessidades no troninho é elogiada.

Na busca pelo elogio frequente, ela até tenta se lembrar de pedir para ir ao banheiro. Porém, se tiver mais dificuldade e sujar a fralda com maior frequência, ouvirá sempre coisas do tipo: você não tem jeito; você é feio; entre outras.

Com o passar do tempo, suas crenças vão sendo formadas. A partir daí, elas vão entrar em cena, toda vez que o indivíduo for realizar algo de maior porte.

Como a crença tem o objetivo de proteger o indivíduo, a partir do momento em que ele se julga inadequado, ocorre o bloqueio. Por isso, tantos sonhos são interrompidos, pois muita gente nem chega a tentar por acreditar que não dará certo. Por conta disso, vivemos em uma sociedade de frustrados.

Você pode se libertar de crenças limitantes. (Foto: internet/reprodução)

Você pode se libertar de crenças limitantes. (Foto: internet/reprodução)

Como eliminar uma crença limitante

Você pode imaginar que eliminar uma crença limitante é trabalho hercúleo, mas é mais simples do que se imagina. A primeira coisa a ser feita é trabalhar sua autoestima, que é a imagem que você tem de si mesmo.

Em seguida, você precisa fazer um levantamento sobre seus pontos fortes. Toda pessoa, por pior que se comporte, tem sempre um lado positivo. Uma ação que surte muito bons resultados é escrever, pelo menos 10 conquistas que você já conseguiu.

Antes de realizar uma tarefa em busca de um objetivo, prepare-se. Analise todos os prós e contras, além de checar todas as ações necessárias para a concretização da tarefa. O que você não souber, procure aprender e no final, verá que é possível fazer algo, mesmo sem conhecer. O importante é buscar o conhecimento para tal.

Finalizando, ouça e diga afirmações positivas a seu respeito. Na medida em que for se esforçando para alcançar suas metas, você mesmo vai concluindo que é capaz de aprender e fazer coisas diferentes e novas. A partir daí, toda crença negativa que tiver, vai sendo derrubada.

Nesse artigo, você pode ver um panorama geral sobre como suas crenças podem lhe prejudicar. Deixar de ir à busca de seus sonhos por acreditar ser incapaz de realiza-los, fará você se odiar no futuro. E isso por um motivo muito objetivo: sem tentar, você jamais saberá se seria ou não possível realizar.

Experimente colocar essas dicas que passei de como mudar suas crenças limitantes em prática. Você verá que é possível ter a vida que deseja, desde que você se prepare para tal.

Se gostou deste texto, curta e compartilhe com seus amigos. Se tem sugestões ou algum caso para contar sobre crenças, deixe aqui nos comentários e enriqueça o debate.

Até o próximo!

Fonte: 

http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt&section=Blogs&post=147515&blog=590&coldir=1&topo=4254.d

http://www.marisapsicologa.com.br/o-que-sao-crencas.html

 

Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

2 Comentários

  1. Ítalo Silva disse:

    “Andar com fé eu vou…” mas também vou ter os pés no chão. Minha meta para o presente e para o futuro.

    No votes yet.
    Please wait...
    • Isso mesmo, Ítalo!

      Gratidão por sua participação!

      Abraço,

      No votes yet.
      Please wait...
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: