Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Lei da atração

Saiba por que a maioria das pessoas é programada para não usar a lei da atração

As dificuldades de usar a lei da atração de forma consciente em sua vida são criadas desde o seu nascimento. Descubra quais são.

Um fato é incontestável: a lei da atração é ignorada pela maioria das pessoas. Isso ocorre, mesmo depois de toda a divulgação de O Segredo de Rhonda Byrne. Entretanto, ela existe e age na vida de todas as pessoas independente de crença ou intenções.

A maioria nem percebe que é responsável por tudo o que acontece em suas vidas. Pior ainda, são pessoas que desejam tudo de bom, mas acabam recebendo problemas, dúvidas, tristeza e até mesmo doença.

Há uma explicação científica para isso. A física quântica revela que a nossa realidade é composta pela atenção que damos a episódios e sentimentos que nos cercam.

Mas há um fator muito importante que nos afasta da aplicação consciente da lei da atração. Trata-se da programação mental que todo indivíduo recebe desde a mais tenra infância.

Se você está curioso para saber do que se trata, leia este post até o final e deixe seu comentário. Nele, você vai encontrar informações sobre:

  • Mecanismo padrão da lei da atração
  • Lei da atração é afetada pela formação da autoimagem
  • Colocando a lei da atração pra funcionar
  • O passo a passo
O que você sente determina o que atrai. (Foto: internet/reprodução)

O que você sente determina o que atrai. (Foto: internet/reprodução)

Mecanismo padrão da lei da atração

Há um mecanismo padrão da lei da atração que é desejar o que se quer; focar sua atenção nisso; despreocupar-se; agir para conseguir. Esta é a logística do processo de conquista e realização de metas.

Porém, o foco principal dado no livro e no documentário de Byrne é o pensamento positivo. Eles usam, inclusive, a imagem de Aladim e do gênio da lâmpada como ilustração para a lei da atração.

Sim, para conseguir o que se quer é preciso pedir. Porém, o querer só é poder se houver uma ação positiva em sua direção. Por mais que eu pense em ter saúde, ela não virá se minhas atitudes forem todas destrutivas.

A questão é que o pensamento tem força. Isso é definitivo. O que faz essa força é exatamente a emoção que está associada a ele.

Eu penso, sinto e emito essa emoção para o universo. Se ela é condizente com o que eu desejo, há um processo que facilita a obtenção. Se não, nada feito e posso até usar o mantra mais poderoso do universo que o resultado é zero.

O pulo do gato está no fato de que o principal motor de propulsão da vida este no inconsciente. Nossa mente é arquitetada à imagem e semelhança de um iceberg. Aquela pontinha que é visível é o consciente, enquanto o seu conteúdo mais volumoso é o inconsciente.

As ações mais importantes da vida são regidas por ele. Você não para com o objetivo de analisar se vai inspirar ou expirar. O processo é mecânico. É assim também com a alimentação, para caminhar, entre outros.

Aí se encontra o maior impecílio para uma atração consciente do que se deseja. Pior ainda, na maioria dos casos, nós nem sabemos se de fato queremos e nem o que queremos.

Sua autoimagem influencia diretamente no funcionamento da lei da atração. (Foto: internet/reprodução)

Sua autoimagem influencia diretamente no funcionamento da lei da atração. (Foto: internet/reprodução)

Lei da atração é afetada pela autoimagem

A lei da atração é diretamente afetada pela imagem que você tem de si mesmo. Via de regra, ela é negativa. Por questões culturais e até mesmo religiosas nós acabamos por nos tornar os maiores inimigos que poderíamos ter.

O psicólogo mexicano Dom Miguel Ruiz explica muito bem esse mecanismo no documento Os quatro compromissos Toltecas. Na abertura ela fala sobre o sonho do planeta.

Ele pode ser comparado ao processo educacional. Nele, o indivíduo recém-chegado ao mundo é apresentado às regras de convivência.

Desde o nascimento, o bebê é apresentado a tudo que ele pode fazer. Da mesma forma, descobre também o que não deve ser praticado.

O dificultador do processo encontra-se no fato de que essas regras são generalizadas. Você nasce, começa a crescer, estuda, tem que fazer uma faculdade e arrumar um emprego.

Além disso, nosso processo educacional, pelo menos aqui no Brasil, é muito mais baseado na cobrança excessiva de posturas. Você tem que fazer um monte de coisas, sendo que o sentido dessa obrigação raramente é explicado de forma clara e amigável.

Surge então, na criancinha que ainda não tem condições de racionalizar seus atos, uma série de imagens negativas de si mesma. Tudo porque os adultos têm medo de que o pequeno seja rejeitado em seu meio social.

Eu não sei se você já observou, mas a autoestima das pessoas é sempre rastejante, do ponto de vista inconsciente. Pergunte a alguém como está e automaticamente vai ouvir que melhor do que merece; ou que vai como Deus quer; ou que está levando a vida.

Bingo! Está aí o porquê da lei da atração estar sempre entregando para as pessoas o que elas não querem. Conscientemente, elas até sabem que querem o bem, mas inconsciente, julgam que não merecem.

Sentir alegria é um dos primeiros passos para fazer a lei da atração funcionar a seu favor. (Foto: internet/reprodução)

Sentir alegria é um dos primeiros passos para fazer a lei da atração funcionar a seu favor. (Foto: internet/reprodução)

Colocando a lei da atração pra funcionar

Felizmente, esse processo pode ser revertido. O tempo gasto vai depender das particularidades de cada um. Entretanto, a partir do momento em que você começa a rever sua autoimagem, os resultados positivos começam a aparecer.

Aquela historinha contada no documentário, de que é preciso se ver no ponto aonde quer chegar é séria. Você deve fazer isso, sim. Tudo nasce no pensamento.

Porém, antes disso é necessário que você se conheça muito bem. Descubra, em primeiro lugar, o que você acha de você mesmo. A melhor forma de fazer isso é observando quais as suas reações quando recebe um não.

Tem gente que costuma reagir à frustração afirmando que é mesmo um idiota e por isso, não deu certo. Tem outros que falam para si mesmo, foi só dessa vez, uma hora você consegue.

Qual das duas afirmativas é mais constante na sua tela mental? Se for a primeira, você precisa rever sua autoimagem e dar uma nova oportunidade a si mesmo. Como?

É muito simples. Ninguém nasce sabendo. Tudo o que é feito na vida, demanda aprendizagem. Se você ainda não acerta em todas as suas atividades é porque ainda não aprendeu o jeito certo de fazer.

Ilumine seus sentimentos e estes farão com que os pensamentos sejam sempre positivos. (Foto: internet/reprodução)

Ilumine seus sentimentos e estes farão com que os pensamentos sejam sempre positivos. (Foto: internet/reprodução)

O passo a passo

Evite se cobrar demasiadamente por resultados negativos. É preciso ser muito isento de erros para conseguir uma vida sem frustrações. Seja mais gentil consigo mesmo, quando errar. Lembre-se sempre que o erro é o elemento fundamental da aprendizagem e que aqui na terra, somos todos aprendizes.

Comece a agradecer tudo o que tem. Agradeça até o ar que você respira. Ele é de graça, mas essencial para te manter vivo.

Quando se acredita que não se tem nada a agradecer, é problemático, porque a tendência é reclamar da sorte. Só que para a maioria das pessoas, a saúde é perfeita, assim como o corpo também. E isso, por si só, já é uma dádiva imensa.

Agradeça seu corpo perfeito e também as mínimas coisas positivas que a vida lhe deu. São atitudes pequenas, mas capazes de modificar suas emoções e a autoimagem.

Dessa forma, você estará equilibrando sua autoestima. E quem tem uma saudável, é capaz de realizar os próprios sonhos.

Finalizando, perdoe os próprios erros. Lembre-se: ninguém nasce sabendo e com você não é diferente. Procure corrigi-los, faça a sua parte e tudo o que depende de você. O que diz respeito aos outros é problema deles.

Agora que você já sabe como a lei da atração é sabotada, ajude os seus amigos a conhecerem-na melhor compartilhando este artigo. Aproveite e deixe um comentário sobre este post. Ele vai enriquecer em muito a discussão em torno deste assunto.

Até o próximo!

Rating: 4.0. From 1 vote.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

6 Comentários

  1. Cintia disse:

    Eu sempre costumo ouvir boas musicas para proteger minha mente e sentimentos.

    No votes yet.
    Please wait...
    • Parabéns, Cíntia!

      Essa é uma das minhas proteções contra maus sentimentos!

      Grata pelo comentário,

      Abraço,

      No votes yet.
      Please wait...
  2. Ana Paula disse:

    O texto é muito bom, parece que estamos nos vendo nas palavras de frustração expostas . Muito significativo as dicas dadas, acredito que irá servir se não, para 100℅ dos leitores para 99℅ .
    Seu blog cada dia me surpreende com uma nova visão acertiva dos fatos da vida. Estou amando ler seus artigos semanalmente .

    Abs. Ana

    No votes yet.
    Please wait...
    • Obrigada, Ana!

      Mostrar o que fizemos para resolver determinada situação pode sim ajudar as pessoas a fazer o mesmo.

      Muita gratidão pela sua audiência!

      Grande abraço,

      Zilda

      No votes yet.
      Please wait...
  3. Noêmia Dória disse:

    Exercicio continuo, excelente texto!

    No votes yet.
    Please wait...
    • Obrigada, Noêmia!

      Desenvolvimento pessoal é assim. Para a vida inteira.Espero que esperimente essa questão das emoções. Elas têm um poder que não supomos que têm.

      Gratidão, pelo seu comentário!

      Grande abraço,

      Zilda

      No votes yet.
      Please wait...
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: