Tenha o relacionamento que sempre sonhou, com esse passo a passo simples.

Inscreva o seu e-mail aqui e receba o Manual dos relacionamentos saudáveis. É grátis!

Home Relacionamento

Você presta atenção no outro como deveria?

Prestar atenção no outro tem sido difícil pra você, ultimamente? Saiba que isso pode ser a solução para seus problemas de relacionamento. Descubra o porquê.

Prestar atenção no outro tem sido difícil pra você, ultimamente? Saiba que isso pode ser a solução para seus... Termine de ler no blog. (Foto: internet/reprodução)

Prestar atenção no outro tem sido difícil pra você, ultimamente? Saiba que isso pode ser a solução para seus… Termine de ler no blog. (Foto: internet/reprodução)

A atenção no outro é um dos pontos primordiais do relacionamento interpessoal. O ser humano é um ser coletivo, ou seja, ele não consegue viver sozinho.

Ele está sempre cercado por outros seres humanos, vive em comunidade onde todos dependem uns dos outros para sobreviver. Isso tudo porque a sociedade criada pelo homem é como um grande relógio. Nela, cada um tem sua função como uma a uma das engrenagens de um relógio gigantesco.

Portanto, por mais que nós sejamos importantes, as outras pessoas também têm seu valor e precisamos reconhecer isso sempre. Entretanto o que ocorre é que muitas pessoas, na verdade, só se importam com o próprio umbigo. Acreditam realmente que o mundo todo gira em torno delas, o que é algo completamente absurdo. Por agir assim, a atenção no outro fica para segundo plano, quando ocorre.

Você pode ou não ser religioso e também pode ter a religião que lhe for mais correta, mas numa coisa todos devemos concordar. O mandamento que diz que todos nós devemos amar uns aos outros como amamos a nós mesmos é essencial. A partir daí, nossa vida tende a ser  melhor, já que fazer o bem faz bem. Outro ponto é que quem presta atenção no outro e nas necessidades dele, se torna melhor como ser humano.

A atenção no outro permite identificar facilmente o estado de espírito dele, permitindo atitudes mais adequadas para cada momento. (Foto: internet/reprodução)

A atenção no outro permite identificar facilmente o estado de espírito dele, permitindo atitudes mais adequadas para cada momento. (Foto: internet/reprodução)

Trate bem as pessoas

Quando ignoramos outras pessoas, na verdade é como se estivéssemos ignorando a nós mesmos. Tudo, porque  como não gostamos que façam isso conosco, a outra pessoa também não gosta que faça com ela. Portanto prestar atenção no outro é uma questão de reconhecer que ele existe, está ali e tem sentimentos. Quem age assim, se coloca no lugar dele e começa a entender mais o que os outros também estão sentindo.

Nós somos importantes, sem dúvidas, mas não é por isso que devemos nos esquecer de todos que vivem à nossa volta. Claro, que é preciso prestar atenção em si mesmo para não ser marionete. Entretanto, não devemos jamais nos esquecer dos outros nos tornando egoístas e egocêntricos.

É aqui que entra a questão que dá título a este artigo: você tem prestado a atenção no outro como ele merece? Você tem dado atenção para as pessoas a sua volta como deveria estar dando? Sim, vivemos em sociedade e, portanto, precisamos sempre estar atentos à nossa volta. E, no entanto, ignoramos as necessidades de todos apenas para fazer simplesmente o que queremos.

Quem presta atenção no outro demonstra consideração e respeito. (Foto: internet/reprodução)

Quem presta atenção no outro demonstra consideração e respeito. (Foto: internet/reprodução)

Dê atenção, como gosta de receber

As relações humanas são feitas de trocas. Melhor dizendo, assim como gostamos quando as pessoas nos dão atenção, as pessoas também querem recebe-la de volta. Prestar atenção no outro vale para todos os tipos de relação entre seres humanos, desde um casal de namorados, até amigos,  chefe e empregado.

Seria legal se sempre você fizesse tudo sem ao menos se importar sobre o que seu parceiro pensa sobre isso? Uma relação assim não iria durar muito tempo, com certeza.

Ou então, imagina se você toda vez que marca algo com seu amigo, desmarca de ultima hora. Ele muda tudo que ele ia fazer só por sua causa, e é descartado porque surgiu algo mais interessante. Ou se seu chefe apenas se importar que ele precisa de algo em um prazo impossível sem te perguntar se isso é possível.

Imaginou? Pois é. Relações humanas não são unilaterais. Dependemos uns dos outros e, portanto, precisamos estar sempre prestando atenção no outro e nos preocupando com ele.

A atenção nos sentimentos, expressões e reações do outro, permite um melhor entendimento entre ambos. (Foto: internet/reprodução)

A atenção nos sentimentos, expressões e reações do outro, permite um melhor entendimento entre ambos. (Foto: internet/reprodução)

Atenção no outro cria empatia

Outro ponto, que precisa ficar claro nesse post, é o fato de que tem faltado muita empatia, nesses tempos atuais. O simples fato de não prestar atenção no outro provoca essa falta.

Eu desconheço outra forma de poder agradar a pessoa que convive com você, que não seja prestar atenção nela. Assim, você economiza sua energia com discussões desnecessárias, pois oferece a ela, o que ela necessita. E, na maioria das vezes, é apenas atenção e carinho.

Quem presta atenção no outro descobre os momentos em que ele está carente. Percebe também o momento certo de falar ou calar, evitando aborrecimentos e estimulando a admiração por você.

No meu e-book, Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, eu aprofundo mais nesse assunto. Lá eu conto, inclusive, como uma esposa conseguiu acabar com as agressões do marido, prestando atenção no comportamento dele. Ele amplia seus horizontes, quanto ao processo de compartilhar a vida com o outro que toda interação humana impõe.

Nesse post você pôde estabelecer um link com a importância de prestar atenção no outro. Ajude seus amigos a estarem atentos a este detalhe essencial para a vida em sociedade, compartilhando-o. E, d seu comentário aqui embaixo, para que possamos conhecer melhor sua experiência.

Até o próximo!

No votes yet.
Please wait...
Zilda de Assis

Sobre o autor | Website

Zilda de Assis é jornalista e gestora de pessoas. Autora dos ebooks: Já que relacionamentos perfeitos não existem, torne-os saudáveis, O que é autossabotagem e Manual dos relacionamentos saudáveis.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

4 Comentários

  1. Leodmila Valente disse:

    realmente, muito bom! Gostei desse em particular, bastante…algo que deveria ser mais praticado pela humanidade….

    No votes yet.
    Please wait...
    • Exatamente, Leodmila!

      A falta de atenção no outro tem promovido muita tristeza!

      Grande abraço, querida!

      No votes yet.
      Please wait...
  2. Beatriz Monteiro disse:

    Muito bom!Sempre me surpreendo com seus textos.

    No votes yet.
    Please wait...
    • Gratidão, Beatriz!

      Grande abraço,

      No votes yet.
      Please wait...
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: